segunda-feira, outubro 17, 2005

O fim de semana todo esse bicho sentado no estômago
Gelado
Espinhoso
O fim de semana todo uma angústia enrolada na garganta
Apertada
Firme.
O fim de semana todo um porquê sem reflexo
O fim de semana todo essa falta de nexo
Eu ainda não entendo porque tinha que ser com você
Eu nunca entendo porque vocês tem que sofrer
Tanto
Relembro o olhar de socorro
E a reafirmação da presença
Mas é uma esperança com pulso tão fraco
E esse bicho continua aqui sentado no meu estômago
Pesando como se não fosse acabar nunca.

Nenhum comentário: