quinta-feira, novembro 17, 2005

Sentimento

-Faz assim:
Pega ele pelas orelhas
Segura firme, e acerta o rumo.
Aí manda seguir reto, em frente.

-Parece ser fácil.

-Ahã. Mas às vezes ele dá um pinote,
Te deixa com cara de bobo e poeira na mão.

- Como faz então?

-Ihhh, olha, é preciso um bocado de paciência...
Um sentimento , prá ser domado,
Leva tanto tombo prá descobrir o lado certo
Tanto choro prá descobrir que é deserto
Tudo tanto que a gente pensa perto...
Leva tempo em olhares perdidos
E outro tanto divagando em suspiros;

-Tanto assim?

-Tanto, e mais, e além, que o sentimento,
é um bicho que não se doma,
é um arrepio que cavalga a gente,
quando tudo mais falha:
mas a alma, sente.

6 comentários:

Rocky Shade Metal disse...

Se a alma não sentisse,não precisaríamos deles...

Rayanne disse...

Se a alma não sentisse, rocky, que sabe fosse mais fácil....só acho que ia acabar não valendo a pena: se não arde, não tem graça!

Sr. R disse...

vale a pena sentir sempre
pois com sorriso ou dor
a alma, essa sim, aprende.

(passarei anos para escrever algo assim...parabéns dona moça sra.)

paredro disse...

Sabe ? Não vejo nas internétes um estilo assim. É o que eu dizia, você perde a noção editorialista mas cresce um monte.

Rayanne disse...

Paredro, Beanes, vcs são uns doces. E, saibam, vocês me inspiram. Irmão Paredro, o blog só nasceu por causa de ti.

Briza disse...

Vou seguir assim, passo a passo pra ver se tem jeito.