quinta-feira, novembro 10, 2005

Vampira, espero a noite
Para me afogar na tua pele.

Espero a noite
Para atracar em ti minha alma
Jogar as âncoras, dormir em paz.

Entro nos teus olhos
Brinco menina em teu pensamento.
Nada mais me acalma, agora,
A não ser a melodia da tua voz
Pintando amor nos meus ouvidos.
Uma rede embala minha pressa,
teu colo,e a brisa longe que você pensa.

Não leia ao contrário a minha voz.
Não espere minha fuga,
porque é a você que retorno,
E já seguimos há tempos esse caminho
Tão longo.

Não suspeite que te sinto
Amor, menos que ontem:
Pois costuro teu nome, paciente,
Nas tramas do meu destino.

(*Essa é prá você.)

Um comentário:

Rocky Shade Metal disse...

É... sem comentários.