sexta-feira, dezembro 23, 2005

Dos segredos

HAI
TÃO SIMPLES ASSIM
QUE AO CAIR DA NOITE
ATÉ NÃO VIRA SIM
CAI
HAI
TRANSLÚCIDO EU, CACO
TENTANDO COMPOR
A ALMA EM PEDAÇOS
CAI


3 comentários:

Moacir Caetano disse...

A delícia dos segredos...

Sergio Domingues disse...

Sensibilidade. Que legal encontrar uma Curitibana por aqui. Beijos!

Rocky Shade Metal disse...

a alma se recompões sozinha. Pode crer...
Beijos...