quarta-feira, março 08, 2006

VOCÊ VAI VER

Um dia eu vou dizer NUNCA
E você vai se agarrar às bordas do meu sorriso
E vai sangrar tudo o que eu preciso
Prá ficar em paz.
Um dia, e vai ser de repente
num soluço eu vou ficar contente
Enquanto a tua fúria ricocheteia as paredes
Até te atravessar a mente.
Um dia, meu bem.
A cola desanda e tua mentira não cola.
E eu vou dar risada
vou andar despreocupada
Enquanto você vira em susto.
Um dia será,
um dia vai ser,
quem espera vai ver.

5 comentários:

Renata disse...

Quantos não esperam por esse dia?

A czarina das quinquilharias disse...

"Um dia, e vai ser de repente
num soluço eu vou ficar contente
Enquanto a tua fúria ricocheteia as paredes
Até te atravessar a mente."
incrível.

Rayanne disse...

Ele tá bem perto, Rê. E feliz, eu.

Nath, tenho que agradecer um caminho que peguei lá na tua casa e me levou a uma pesacaria de palavras. Lindas, vocês. Todas as duas.

paredro disse...

One of these days
Ain't it peculiar
Gonna look for me
And baby I'll be gone
One of these days
And it won't be long
You gonna call my name
And I'll be far gone

I'm gonna tell you something
That I ain't told no one before
That is if I can't stop dancing
And get my poor self off this bar room floor

One of these days
Ain't it peculiar
Babe you're gonna call my name
You now that I'll be gonne (bye bye baby)

Moacir Caetano disse...

Ah, um dia desses
o real
em pó tornará
e minha fúria
subitamente calma
vai encontrar lugar!