terça-feira, abril 04, 2006

OUTONO

Porque uma brisa gelada soprou sobre as palavras
Arquearam o corpo, arrepiadas,
Como fazem provando novos sabores.

A chuva suave descortinou a madrugada
Mantendo orvalhado o sol tímidoque chamou o dia.

Outono levanta-se gentilmente,
Beijando leve as faces do verão que cora,
Escondendo o rosto noutra parte.

É o outono, todo ele sedução e segredos acolhedores.
É o outono, que encontra minhas varandas acesas
Meu sorriso posto sobre a mesa
E um convite para novas cores.

6 comentários:

A czarina das quinquilharias disse...

e só de ler senti minhas folhas velhas amarelecerem.
beijos!

rocky shade metal disse...

prometo que fico caladinha...
beijao

Moacir Caetano disse...

e as folhas pelo chão, secas, cantam com seu croc-croc insistente...

rocky shade metal disse...

apesar de sombrio, o outono éw lindo...assim como as pessoas que sabem vivê-lo.

paredro disse...

Os diversos outonos. O meu será de desvanescimentos.

Briza disse...

Outono!