quinta-feira, agosto 31, 2006

Tinturas.

Tinta
Para sempre cicatriz
Meu receio.
Sol que se põe quieto
Em meu peito.
Tinto
vinho seco que reclama a sede
Tinta
ansiosa cor a debruçar parede.
Tinto
O coração exposto
Partido ao meio.
Tinta
Palavra posta
Mal feito.
Tinto
Brincando como se fosse amor
Tinta
Tentando mascarar a dor.
E tintos pela cor de seus mistérios
Adormeceram em separados hemisférios.

19 comentários:

diovvani disse...

"Tinto
O coração exposto
Partido ao meio.
Tinta
Palavra posta
Mal feito"

Bom dia!
Vim logo cedo, embebdar-me com suas palavras. Intui, que rolaria por aqui, uma rodada de vinho.
MontanhosoAbraçoDasMinasGerais.

E.T.: vinho? gosto mesmo é do Chapinha.

rocky shade metal disse...

Não sei como a senhorita consegue ser artista simplesmente 24 horas por dia.
Só sei que gosto.
Única você é.
Linda.

www.diariodemorte.blig.ig.com.br

Marla de Queiroz disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marla de Queiroz disse...

Bom dia, Estrelinha!
Como sempre, você!
Transbordando poesia, sentimento,essa sua beleza, a habilidade e o casamento tão bem-sucedido com as palavras...
Admiro absurdamente.
Vc é absoluta.
Beijos, Flor.

Ju disse...

admiro vc! vc é linda :)

beijos

camila disse...

eu fico aqui ensaiando comentário, mas geralmente acabo assim: sem.

Leandro Jardim disse...

tinta
que essas estrelas pintam
iluminam qualquer negrume dos meus céus
seu jeito me apazigua mais que vinho
tinto

*

beijardins numa moça verdadeiramente estrelada!

Leandro Jardim disse...

sumido né?!
To mesmo, mas mês que vem estarei aparecido!
Este mês fui aprisionado por afazeres mundanos que me distanciaram do unviverso virtual da poesia,
mas amanhã acaba essa fase!

bjs

Mendoscopia disse...

Lindo demaaaaaaais!
Queria pegar a tinta e pintar por dentro tudo bem colorido e deixar o tinto cair sobre a folha branca e que tomasse a forma que lhe fosse quisto!

Bj
Marcia

Múcio Góes disse...

lido, bebido, desgustado. meu etílico agora é todo estado.

belo.
bjo.

Jefferson de Souza disse...

Tinto
e suave
Tinta
fresca

Renata disse...

olha, que bonitas suas imagens.

Mary disse...

Lindo poema!

Essa tinta que pinta nesta tela fria... :)

Obrigada pela visita!

Bjus!

remosaraiva disse...

Obrigado por sua visita!!

Voltarei aqui outras vezes!!


Grande beijo!!

REMO.

Lizzie disse...

Sofremos e alimentamos a alma.
A tinta que hoje mancha amanhã vira moda e satisfaz. ;]

Beijos:*

pedro pan disse...

, tinturas. tonturas. partituras que se transformam dor em amor. em questão de versos brincar e brindar...
|beijos meus|

cra disse...

mergulho e volto para me afogar. percebe que o lindo existe apesar do sol. palavras cruzadas e uma garrafa de vinho. os tempos mudaram, a solidão enrugou e o mergulho será detido.

Pri disse...

Li o "Diálogo do Eclipse" no blog da Elenita e me senti tentada a visitar seu contratempo.
Lindíssimos os textos, meus parabéns!
Beijo.

diovvani disse...

Menina, minha escrita é meio ga-gue-jan-te, mas se lhe inspira; fique sinta-se a vontade. MontahosoAbraço.