segunda-feira, setembro 11, 2006

Bem?

Você diz que está tudo bem
e eu acredito.
Acendo minhas luzes e olho no espelho.
Você sorri de volta e eu quase me identifico.
Posso sentir o peito estremecer
naquela velha dor aguda e sem jeito.
O mundo parece desabar
Cada volta é mais funda e nunca acaba;
Mas se alguém perguntar por mim
você dirá que está tudo perfeito.
Hoje é um daqueles dias em que a maré enche os olhos
e eu me amiúdo tanto, sinto tanto frio.
Mas você se mostra tão forte.
E as balas que em você ricocheteiam
atravessam meu peito.
Eu tenho que seguir recolhendo pedaços
remendando verbos,
construindo um abrigo de palavras,
um abrigo anti-aéreo, anti-etéreo.
Mas você é o inverso das palavras.
Você sabe censurar a dor.
Eu olho no espelho e você diz que está tudo bem.
Eu olho no espelho, esse sorriso colado em meu rosto,
e eu quase acredito ser você também.

18 comentários:

diovvani disse...

Maravilha menina! Maravilha mesmo, seu "abrigo de palavras". Não perco mais você e seus escritos de vista. MontanhosoAbraçoDasMinasGerais.

E.T.: recebeu as músicas que enviei por e-mail?

Marla de Queiroz disse...

"Para cada palavra dá-se essa ou aquela dor..."
Clarice Lispector sabia das coisas...
Vim aqui embrulhar vc no meu melhor pensamento azul...
Semana renovadora, de curas.
Beijos e beijos, muitos meus.

Clauky Saba disse...

lindos versos
muito e amiúde!

poetabraços

clauky

A czarina das quinquilharias disse...

e no fundo ela também sabe
que é você...
muack.

Ju disse...

Que coisa linda q vc escreveu...

Vc me emociona!

Beijos com amor

rubo jünger medina disse...

Rayane, vc sabe usar bem as palavras, elaborá-las. E nesse fusão dos três últimos versos, vc abusou da beleza de ser poetisa.
Beijos.

Nirton Venancio disse...

seu texto colou aqui no meu peito, Rayane...

cra disse...

RÔO O FARO COM CANINOS DE OURO,
SANGRANDO À LUA ESTE CAIM DE MIM!
décio

paula disse...

me torno repetitiva, mas...
muito, muito bom!!

Octávio Roggiero Neto disse...

Rayanne, que lindo o poema! O ricochetear da bala e tudo...
Coroam-na o talento aqui e a sobriedade lá no primícias poéticas. Você, a princesa das poetisas!
Ah! Não me esqueci não do livro, viu!? Muita calma nessas horas...
Té mais!

Leandro Jardim disse...

Essou fã desse espaço
é um céu azul
e cheio cheio cheio de estrelas
das mais lindas,
como essa que leio

é como a água de um rio ou mar
onde muitas vezes me espelho
como esse poema

é um manto ciano
com textura de penas
oceano onde me esquento
com o aquilo não esqueço
e pelo que sigo

rodeando rodeando rodeando
comigo, por onde ando


lindo poema, seu Blog é top top!!!
Beijins-pirados

Rocky shade metal disse...

Você diz que está tudo bem
e eu acredito.
Acendo minhas luzes e olho no espelho.
Você sorri de volta e eu quase me identifico.
Posso sentir o peito estremecer
naquela velha dor aguda e sem jeito.
O mundo parece desabar
Cada volta é mais funda e nunca acaba;
Mas se alguém perguntar por mim
você dirá que está tudo perfeito.
Hoje é um daqueles dias em que a maré enche os olhos
e eu me amiúdo tanto, sinto tanto frio.
Mas você se mostra tão forte.
E as balas que em você ricocheteiam
atravessam meu peito.
Eu tenho que seguir recolhendo pedaços
remendando verbos,
construindo um abrigo de palavras,
um abrigo anti-aéreo, anti-etéreo.
Mas você é o inverso das palavras.
Você sabe censurar a dor.
Eu olho no espelho e você diz que está tudo bem.
Eu olho no espelho, esse sorriso colado em meu rosto,
e eu quase acredito ser você também.

douglas D. disse...

as memórias que escrevi e que de alguma maneira tocaram você, aqui, no seu blog, encontram companhia...

Keila Sgobi disse...

oxe, mulher!
Dor aguda, hein?

Esquece a máscara e fica com o ser. O reflexo pode não refletir nada, apenas disfarçar...

No final, mesmo com tantos contratempos, vai ficar tudo bem!

Beijos e luzes!

Luzzsh disse...

Oi Rayanne,
"Sorriso colado em teu rosto", sentimentos meus arrancados do coração e agora pegados à flor da pele. Gostei muito do poema. Bjs.

Lubi disse...

Caramba!
Tô muda, embasbacada em frente ao computador. Isso é o retrato da minha vida nesse exato momento.
Tô boba. Mesmo.
Vc é impressionante!
Posso mandar esse texto pra alguém?

paredro disse...

Realmente bom.

Mendoscopia disse...

Lindo Rayanne!!!
Senti o peso de cada palavra contida na vontade de chorar.
Lindo, sempre lindo aqui!

bjos,
Jú Pestana