quarta-feira, novembro 22, 2006

Correnteza

De algum lugar eu me fiz neste
Para a inadmissível omissão,
Pior mentira contada ao sentimento.
E esse caminho impossível formando leque
sob as pegadas, a ingenuidade do desconhecido.

Os segredos como pétalas desfolhadas se tornaram vento,
E é livre a sensação de absorver o mundo nú de todos os medos.
Um manto doce veste a alma, um manto amor transfere calma.
Amor feito comunhão,
quando a entrega ao acontecer conecta todos os sorrisos.
Como se houvesse um fio transparente ligado ao canto de todas as bocas,
formando uma renda de felicidade onde basta um tique, um tremor,
Para a gargalhada de todos os seres.

E de repente vida,
É como descobrir um sol
gentilmente aninhado entre os dedos
Esperando qualquer fresta de chuva no olhar
Para ser, raiar e rachar a semente.

11 comentários:

Ju disse...

Olá, moça querida!

Saudade de vc.
Espero q esteja tudo bem por ai. É sempre muito bom vir aqui e colher estrelas.
Beijos

Leandro Jardim disse...

Puxa, eita que lindura!
de ponta
"Quarta-feira, Novembro 22, 2006
Correnteza
De algum lugar eu me fiz neste
Para a inadmissível omissão,
Pior mentira contada ao sentimento."
(isso é ótimo)
a
ponta
"Esperando qulaquer fresta de chuva no olhar
Para ser, raiar e rachar a semente."
(lindemais!)

A czarina das quinquilharias disse...

e você, poesia pura como sempre.
o sol saiu. menina, que lindo, o sol saiu :)

meu paredro disse...

Falei falei falei que a verdade está lá fora =)

Isso sim, essa tua alegria é uma coisa bem boa que ajuda a transpassar os dias, porque o que ás vezes chateia é a impermeabilidade deles.

Mas a gente passa, sim.

Marla de Queiroz disse...

Sol brotado do solo do peito, Flor.
E essa alegria derramada, alagando aqui...Fechar pra abrir e seguir confiando nessa eterna novidade que é a vida.Nessa coisa mais sublime que é o amor.

Amo demais.
Saudades irremediáveis.

paula disse...

ter um sol aninhado entre os dedos... que nascesse assim, quando quiséssemos!!!

Lindo,lindo, lindo...

diovvani disse...

Bom ver agora de sua semente brotar além de palavras também gargalhadas. AbraçoDasGerais.

E.T.: recebeu novo e-mail aí? estou aguardando tá?

Paulo Vigu disse...

Pouco acima desse post farei a ponte. A correnteza vem forte. Sabes que brinco nas entrelinhas, vou fazer ar de importante. Por cargas d`água, caio sempre do trapézio. Mas essa ponte eu preciso reforçar. Que águas passem sempre aqui e o resto correnteza.Riodaqui/ beijo aí/ Paulo Vigu

moca disse...

essa última estrofe é uma das coisas mais linda que já li...

beijos!

LUCIANO disse...

Desculpe invadir seu espaço. Encontrei seu blog no da Rita Apoena.
Queria pedir para vc fazer uma visita ao meu blog.
AUMENTE O VOLUME e vá até à sala dos famosos "PAPIROS DE ALEXANDRIA"
Música, Literatura, Cinema e Muito Pensamento!
http://papiros.zip.net

Múcio Góes disse...

sorrir, porque é de sol e riso que a vida se alimenta.

vc mora perto.

bjo!