quinta-feira, dezembro 14, 2006

Dos Presságios.

Eu gosto desse instante que ainda é quando,
Inquietudes em longos passeios pela veia.
Eu acho bonito esse vulcão sustenido
E o gesto contido, porque a alma receia.

Eu sinto na pele a ingenuidade leve

De um apelo percorrendo os pêlos
Caindo dentro como se fosse neve.

Eu acho belo o caminho do arrepio
Esse caminho torto por onde espio
Estrelas de pressa florescendo esperas.


Não sei o porquê nem sei se será
Mas a sensação troteando meu peito
É, das coisas sem jeito, a que mais me dirá.

14 comentários:

A czarina das quinquilharias disse...

linda, linda
tou chegando, já tou aí, tou chegando :)

Marla de Queiroz disse...

"Eu acho bonito esse vulcão sustenido..."


Amor da minha vida.
Tua poesia que arrepia,sustenta, alivia, atormenta, tira fôlego.
Teu abraço aqui em breve,tantos, todos, pra sempre...
Porque a saudade.

Te amo, Estrela Primeira.
Teus cuidados fazendo efeito.

Dora disse...

Presságios, pressentimentos, suspensão do ritmo de pensar, quando algum "sentido" (talvez o "sexto")está em alerta, mas é só sensação...é só intuição...Li tudinho aí. É quase a "epifania" de Clarice Lispector.É a arte pedindo passagem...só pode ser...
Lindo, moça!!!
Beijos.
Dora

Juliana Marchioretto disse...

também gosto disso tudo..

:D
beijos

Múcio Góes disse...

o próximo minuto pode ser tanta coisa, né?... o quando é um leque de possibilidades.

Bjo, Linda!

Clauky Saba disse...

o melhor desse poema é que ele me leu, desde o primeiro verso:

"Eu gosto desse instante que ainda é quando"

Assim fica fácil ins(pirar)-me em você ;o)

aguarde...

Poetabraços

Clauky

paulo vigu disse...

Dona Rayanne - Eu tenho andado quando e inquieto. Meu violão sustenido parece espião seguindo pistas - e sigo e rodopio e espio e espero até apurar o gosto do tempero - E música sai do presságio - Vem do país da sensação e fica aqui, na sua casa, poeta! Riodaqui.aí.com.beijo-paulovigu

pedro pan disse...

, arrepios. e a pressa que não floresce áspera. é belo o caminhar de sensações...
|beijos meus|

Nanna disse...

E o arrepio chegou aqui, também...

Um beijo, queridinha!
:)

Ju disse...

Lindo, lindo!!!

Beijos

Elenita disse...

"Eu acho belo o caminho do arrepio
Esse caminho torto por onde espio
Estrelas de pressa florescendo esperas."

Vou falar mais o quê?
Admiro demais sua escrita.

Sou fã. Totalmente fã.

Um beijo grande,
e fique com Deus.

diovvani disse...

Sabe, li este poema e fiquei M-A-R-A-V-I-L-H-A-D-O. Fiquei estacionado no quando...

Leandro Jardim disse...

Caraca, muito bom!!!

E essas duas estrofes finais, eita quanta beleza, af!

Elenita Rodrigues disse...

Linda, quero tanto te citar direitinho... Me dá seu nome e sobrenome =))