terça-feira, janeiro 16, 2007

De intensidade.

Não sei ser senão intensa.
Condenso teu sal em minha pele
E amanheço devorando teu juízo.

Os pêlos procuram o rastro dos teus beijos
E a pele se inflama, concluindo a rima.

Eu conto um arrepio velado aos teus ouvidos
E me tomas nua, pela raiz dos versos.

Teus dedos cavalgam meus verbos
E o corpo corcoveia, tensionando desejos.


Em tua pele escorre o som do meu sabor.

(Decifra-me, ou te devoro)

11 comentários:

Juliana Marchioretto disse...

eu tb não sei não ser intensa....

e a intensidade desse texto foi sentida daqui!!

beijos

Marla de Queiroz disse...

Não sei por quê...esse poema me remete à quinta chuvosa do meu aniversário quando eu tomava chopp com dois grandes amores no Sindicato do Leme...rsrsrsrs...

Tô mais mansinha, Flor...voltando aos poucos...
Saudades.
Te amo.

Paulo Silva disse...

E na intensidade das tuas palavras,deixo aqui o meu muito obrigado pelo teu comentário, no blog escuridão da noite.E aproveito pata te dizer que também estou em
http://cantpoeta.blogspot.com/
Deixo o meu rasto ao som da poesia.

Lubi disse...

E, mais uma vez, intensidade.
Palavra que não me deixa esquecer como é ser de verdade.
Adoro.

E amo, você.
Beijo enorme.

Márcia(clarinha) disse...

Não se pode não ser intensa quando a paixão grita e sai pelos poros, não se pode não ser intensa quando dos versos vazam verbos de magia que fazem chorar os olhos de lembranças de um dia...intensamente agradeço.
lindo dia,flor
beijosssssssssssssbuwwe

Márcia(clarinha) disse...

após os beijossssssss letrinhas se mudaram praí, que coisa feia, não sei tirá-las, rsss

paulo vigu disse...

Essas mulheres esfinge têm o mistério no fio de nylon que as protege de invasão e baratas. Ai do bobo que mexe ali. Ou devora ou será devorado. Não decifre a poeta, não. Riodaqui leva beijo aí. Paulo Vigu

diovvani disse...

Devorado? Já fui há muito por sua poesia. AbraçoDasGerais.

Bill disse...

Doce palavras ao sabor dos versos...
Gostei, forte e certeiro...

Vou ler os outros post (=

Obrigado pelas dicas de novos livros, anotadas e serão seguidas...

Otimo dia para tu
:**

Múcio Góes disse...

fui devorado,
hoje sou
devoto.


bjo, minha Super!

lov u.

Luzzsh disse...

...e o cavaleiro de seus verbos, se lhe causa inspiração tão densa, deve sim decifrar-te, te ler em beijos e em pêlos, talvez em sal...

Lindo!

Beijos...