quarta-feira, janeiro 31, 2007

Do coração.

Meu amor é pa(z)arinho
enrouquecendo versos de sol
Na janela do amanhã de Domingo.

Meus versos se acalmam
às margens de só-riso

Enquanto sopra
o pó: ema de vento
sacolejando esperanças estradeiras.

Meu coração é um menino
À procura d'um abraço de mundo
Onde possa pousar os vazios
E ensinar-lhes travessuras de vôo.

5 comentários:

diovvani disse...

Já sei... eu já sei... pede ao Sabiá, asas emprestadas e pode vir fazer ninho no meu coração. MontanhosoAbraçoDasGerais.

Ju disse...

Que coisa mais linda :)

Beijos

Juliana Marchioretto disse...

travessuras... gostei disso.

beijo

Wagner Marques disse...

Pow, curti muito teu blog...

passear entre a tua poesia foi jogar-se abismo abaixo no reino das palavras!

Abração!

paulo vigu disse...

O carro quebrou na estrada. Foi quando entrei na janela do amanhã de Domingo. Hoje é sexta e ainda não saí. Acho que meu coração também é um menino brincalhão. Riodaqui leva beijo aí. Paulo Vigu