quinta-feira, janeiro 18, 2007

Sem pétalas.

Porque eu sou feita de tantos gritos quanto silêncios
E nas minhas lacunas, vertical, infiltra-se uma ausência.
Porque eu sigo ensombrescendo coloridos
Prá ensolarar manhãs cinzentas que me acordam.

Porque eu vivo em busca e nada digo
E quando cala em mim, galopa em flor ardência crua,
Beirando a dor da pele, quando noturnamente poextasio nua.

Porque eu procuro converter o meu juízo
E sustentar-me entre os fatos que ditam caminhos
Pervertendo passos, derrubando granizo entre os atos.

Porque muda frente a tua litania, vida. Eu. O destino.
E a cada traço enrouqueço um passo, estendo um poema e peço,
Dançando sobre o absurdo de todos os desencontroversos.

Essa palavra querendo desabrochar sem pétalas.

14 comentários:

Juliana Marchioretto disse...

e tuas escritas me encantam...

e às vezes, o silêncio grita mais que o grito..

beijos

cra disse...

um estado

Da Mata disse...

belissímos versos!!!
Quem bom vc ter me visitado... assim tb estive aqui e fiquei encantada!!!
belo poema!

Bill disse...

Deliciosamente belos... Doces versos...

Adoro "manhãs cinzentas" (= É como uma tela para se pintar o dia...

Maravilha de palavras...

Beijo e otimo fim de semana pra tu

:***

Múcio Góes disse...

vc é sol,
noite,
manha
e
manhã,
vc é
luar.

eu
sou
só:
olhos
pra
espiar.

minha Supertudo.

bjsss

Leandro Jardim disse...

ai!
lindos ais!

Belos contornos possuem seus silêncios gritados
tornando os estados fadados cadência
da ausência que já se há de tomado.
mas há de ser domado com paciência
a paciência que - só - se propicía
na poesia

beiJardins estreladamente saudosos

paulo vigu disse...

De seguir ensombrescendo coloridos é que Rayanne ensolara manhãs cinzentas. Noturnamente falando poextase, como agora. Tb enrouqueço pelo sabor que o halls extra-forte causa enquanto poefico lendo uma das minhas prediletas. Riodaqui corre levando beijo e pétalas. Paulo Vigu

citadinokane disse...

Rayanne,
Eu aqui cansado... Leio tuas linhas e me inquieto, sabendo-me despetalado... urgh!!!
Voltarei para desvendar teus labirintos sinuosos, voltarei...
Abraços,
Pedro

Briza disse...

e fazia tempo que eu não vinha aqui nessa casa bonita.
saudades, flor.

Márcia(clarinha) disse...

despetalando ais poextasias nua para deleite dos que aqui saboreiam letras...
lindo seja esse dia,flor
beijossssssssssss

Márcia(clarinha) disse...

despetalando ais poextasias nua para deleite dos que aqui saboreiam letras...
lindo seja esse dia,flor
beijossssssssssss

Valéria disse...

no meio de cada passo tem uma escolha...
beijo

Bill disse...

Beijo dona moça flor (=

E otima semana

:*

diovvani disse...

"Porque eu procuro converter o meu juízo
E sustentar-me entre os fatos que ditam caminhos
Pervertendo passos, derrubando granizo entre os atos."

Só na sua cabeça... é que RAYA um trem doido desse menina.

MontanhosoAbraçoDasGerais.