sexta-feira, março 16, 2007

De ser.

Não serei tua distância,
Tua ausência.

Não serei lágrima manchada
Sobre uma fotografia desbotada.

Eu apenas serei se marcar as tuas retinas
Estampando para sempre de azul as pupilas
Gravando estrelas de fogo no sal fundo dos olhos.

Eu serei para sempre se teus pêlos lembrarem meu tom
E meu corpo quedar tatuado na tua pele, tua entrega.
Eu serei uma parte construindo a tua célula e serei sempre,
se ao meu nome teu arrepio fizer ondas, buscando-me.

Eu não serei queda para as sombras que te seguem.
Eu seguirei o rumo, guiando teu sorriso onde o caminho
ausentar flores.
Eu não serei apenas.
Serei tão somente, ousando eternidade,
e não serei só,
que é a poesia quem embala minhas dores.

Eu serei a linha que abraça a geometria do teu verso.

11 comentários:

Juliana Marchioretto disse...

e será eternamente...

lindo!

beijo

rocky shade metal disse...

Desapareço, mas não me esqueço da minha guerreira.

beijo

Clóvis disse...

E, neste instante, sou a ressonancia do poema, que ainda me diz o que sou e me põe a caminhar em ares mais leves e caminhos ainda mais belos...


Muito bom!


www.poesiascronicas.blogspot.com

Leandro Jardim disse...

muito belo, moça-estrela do meu coração!!!

Segura assim
seguirá sempre.
E não será nunca
cega-mente

beiJardins
obs: comentou na hora que eu tava atualizando... hehe

camila disse...

em dias de coração apertado, como hj, me pergunto se conseguiria alguma vez fazer de um adeus (qqr que seja) um poema bonito. sem que ele seja triste.

eu gosto tanto desse mundo aqui.

ediney disse...

verso e devoção,versos e paixão, o que nega e o que seduz,muito bonito

cra disse...

com certeza

Marla de Queiroz disse...

"Eu serei a linha que abraça a geometria do teu verso."

Isso é de uma perfeição constrangedora!!!

Menina Linda!

O meu melhor calor.

paulo vigu disse...

Estrela de fogo traduzirão a poeta em fundos de olhares. Em ausência de flores gritarei Rayanne e pedirei seus remédios de alma. Riodaqui:água e beijo - Paulo Vigu

Ju disse...

ah, tua poesia embala mais q minhas dores...
vc é linda demais!
amo vc, estrelinha :)

bjs

diovvani mendonça disse...

Unidas:
a agulha da compreensão
mais a linha do tempo,
é o que costura melhor
nossas feridas, nossas dores.

Abraço n´alma.