segunda-feira, junho 08, 2009

Dos escuros.

Ou vir
da escuridão
nódoas de sereno

Adentrar o escuro,
Vir ou
Veneno.

6 comentários:

Múcio L Góes disse...

ai da dor que espremida nao saia poesia...

"a saudade ainda vai bater no teto"

o amor? esse transbordeaux!

lov u.

Paco disse...

está lá seu conto, quentinho como pão.

amo-te.

Paco disse...

claro que pode, minha flor!

é uma honra!

Nadja disse...

Belo poema!

Gostei daqui!

bjoss

Thales disse...

Jogar com as palavras com essa leveza é mesmo muito bonito sabia?

Parabéns

Lubi disse...

saudade.