terça-feira, setembro 23, 2008

Das ausências.

SÓ,
CORRO.

7 comentários:

Alê Quites disse...

Corro.

Caramelim disse...

Ótimo poema concreto, ainda que tanto pulse o tema!

beijos queridos e tanto saudosos
J.

Késia Maximiano disse...

Eu grito: So-corro!

Múcio L Góes disse...

putz, um soco, um murro, um grito em sussurro.

vc me prende.

(L)³

:*

Paulo Viggu disse...

Que um bando de pássaros leve a moça para um vôo. Beijo aí - Paulo Viggu

Paula Calixto disse...

E das emergências, também![?]

Beijos.

J.F. de Souza disse...

mas de nada ajuda

por
mais
que

corramos