sexta-feira, outubro 10, 2008

De abraçar.

...um abraço guarda um tudo,
um abraço é derrubar um muro,
abrir os portões da alma,
despir-se de mundo.
Um abraço é baixar a guarda,
permitir que dois corações unam ritmos,
que as intimidades se reconheçam,
que as digitais do corpo imprimam
marcas noutro corpo.
Abraçar é amor, é amar.
É abrir, revelar.
Abraçar é a nossa tentativa mais próxima
De um ser só, de união.

(e de tentar - como disse minha querida Czarina)

4 comentários:

J.F. de Souza disse...

Me deu vontade de abraçar esse poema!
E me deu vontade de abraçar você, mulher! =)

Um abraço, estrela nossa! =D

A czarina das quinquilharias disse...

e de tentar entrar.

beijos,juju!

Paula Calixto disse...

Hum... Um!

Beijos.

Moca disse...

vontade de ser uma coisa só.