quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Escarlate.


rodopiar um corpo louco
boca silenciosa

orquestra e completude

mãos que guiam

olhar ilude

sem saber, só querer tu dança

eu danço

giramundo, giramentes

giratudo

minha carne e a tua

falam esperanto

hay milonga de amor

hay encanto

hay tu cuerpo en mi mano

hay un tango.



**Ganhei de presente.
DELE, DOCCA DEVILKIN

Obrigada, poeta!!! Estrelas, estrelas!!!

3 comentários:

J. Caribé disse...

Tango é uma delícia!!!!

Doca Soares disse...

Foi uma honra!

Viviane disse...

LICANTROPIA ´E MUITO COMUM NO MÉXICO, AQUI EM CURITIBA TAMBÉM?