segunda-feira, maio 17, 2010

Na falta de versos...

E se por acaso atrapalhar você
Essa desastrada falta de versos
Ignore, não esboce gestos
Que o mal incerto das palavras
Talvez volte a pinicar
Já que não temos assim dias certos
Para brilhar.

5 comentários:

Joana Masen disse...

A falta de seus versos não atrapalha, mas deixa um vazio em nós. Ainda assim, que as palavras brilhem quando se sentirem prontas para brilhar.
Bjos!

gil disse...

.
O silêncio representa o inexprimível
das engrenagens trabalhando
no lado das coisas.

Afinal, tudo vem daí, e as coisas
ficarão de uma forma ou de outra,
decifráveis ou não.

É o perigo do caleidoscópio
e a forma como a própria vida se movimenta.

Mas a gente sabe, as palavras são fortes e voltam, sim :)

Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Sem os versos, assim como os seus, a vida fica insustentável.
- Parabéns!

maybe disse...

I'm appreciate your writing style.Please keep on working hard.^^

Games, Entertaiment, Hobby, disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.