quarta-feira, setembro 15, 2010

EM TEMPO.

Unir versos e mãos
Na pausa momentânea do tempo:
Nossos minutos de ponteiros colados

Calados, encontram tempo.

Nenhum comentário: