terça-feira, agosto 09, 2011

Cabe ao poeta.

Esse costume de adestrar a dor
Até que se torne mansa, dor,
Até que venha nos lamber as mãos,
E nos acompanhe as solidões.

Esse vício de agregar dor,
Até que se torne parte
E nos tome por arte
Profissão poesia, de
Contar a dor.

3 comentários:

Nirton Venancio disse...

Esse costume de adestrar a dor
Até que se torne mansa...

Rayanne disse...

Sim...a mansa dor....

camila disse...

e vc conta como ninguém! beijos, estrelinha. demorei a visita - saudades desse cantinho aqui.